Carregando

Atins

Comunidade do Atins em Lençóis Maranhenses

Pousada Jurará/Vila Jurará está localizada no povoado do Atins, município Maranhense de Barreirinhas.

Essa comunidade se formou ao longo do tempo às margens do Oceano Atlântico por pescadores que tinham nessa atividade seu principal meio de sustento. A pesca familiar servia tanto para prover a subsistência de alimentos como para aferir alguma renda com o excedente da pesca que era comercializado no próprio povoado.

Com o passar do tempo e a chegada da atividade turística, por conta de sua impressionante beleza natural, bem como pela proximidade com o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses, a atividade da pesca passou a ser secundária, mas ainda persiste, bem como o clima bucólico da vila, com sua vida simples que é um dos principais atrativos do lugar.

A população, como dissemos, ainda vive da pesca, um pouco de agricultura e principalmente do turismo e mantém seus hábitos peculiares. Ainda é possível ver mulheres nas portas das casas tecendo palha de buriti para o artesanato, homens tecendo redes de pescar ou confeccionando instrumentos de pesca, crianças brincando nos quintais ou na rua com brinquedos originais, cavalos e cavaleiros indo de um lado a outro, carroças de boi que fazem o transporte de mercadorias, pescadores partindo e chegando do mar, outros puxando rede na praia, a divisão do fruto da pesca ali mesmo na areia, meninos e meninas entrando e saindo da escola com seus uniformes bem cuidados e outros sinais de originalidade.

Você pode imaginar o clima que essa vida local cria no povoado? É um resgate daqueles sonhos mais simples de felicidade que todos temos ou tivemos num determinado momento.

Essas particularidades fazem da vila do Atins uma joia rara do litoral Brasileiro. Poucas praias ainda mantém esse aspecto selvagem da natureza e primitivo nos hábitos e costumes da vida social. A vida no Atins obedece outros princípios, seja pela sua singularidade seja pela cultura local ainda muito próxima da simplicidade natural do caiçara nordestino, onde com muito pouco se subsiste com criatividade e originalidade.

Passar alguns dias no Atins nesse ambiente despojado e descontraído, em contato com a gente simples e hospitaleira do local, vivendo e observando seus hábitos, costumes, alimentos e sua particular forma de falar, ao mesmo tempo que nos integra numa sociedade arcaica e primitiva, nos reorienta quanto ao sentido de uma vida urbana dependente das benesses e confortos que nos proporciona e ao mesmo tempo nos escraviza.

Ao vivenciarmos a experiência de observar e por alguns dias perceber como é possível viver com tão pouco, repensamos alguns aspectos de nosso estilo de vida e reorganizamos nossas demandas e prioridades.

Atins é mais que uma viagem turística é uma experiência de vida ao alcance de todos nós.

 

Igarapé do Atins em Lençóis Maranhenses

Igarapé do Atins desce sinuosamente por entre a vegetação e vai desembocar no mar, lenta e suavemente.

No tempo da cheia, entre os meses de março a julho, por conta das chuvas, a água em maior volume desce em direção ao mar e torna o igarapé predominantemente doce. Nos meses de seca, no restante do ano, seu leito fica, ora salgado devido à predominância da água do mar que sobe seu leito na maré cheia e ora seco, quando a maré está baixa.

Numa situação ou na outra, caminhar pelo seu leito sinuoso é um agradável passeio para o amanhecer ou o entardecer. Você poderá encontrar lavadeiras nas suas margens quarando a roupa que acabou de ser lavada.

A vegetação silvestre e as cultivadas nos quintais se misturam e formam um jardim natural de rara beleza.

 

Povoado do Atins em Lençóis Maranhenses

povoado do Atins é uma vila pacata numa esquina do litoral brasileiro onde se encontram o Oceano Atlântico e o Rio Preguiças e conta com uma população de aproximadamente 1.500 habitantes vivendo em moradias humildes espalhadas pelo seu território. Não há um aspecto urbano tradicional de cidade. É um povoado típico do interior do Maranhão com muitas casas ainda de tijolo adobe cobertas de palha de buriti e outras mais bem acabadas mas com uma arquitetura rústica e característica da região, construídas em alguns casos de forma dispersa, um pouco distante umas das outras.

Bons restaurantes nativos oferecem a saborosa comida maranhense em ambientes totalmente rústicos, agradáveis e aconchegantes. Há também alguns restaurantes de gente que explora o turismo local e que são de qualidade.

Caminhar por suas ruas de areia fina com desprendimento e deixar-se levar pelo acaso sem tempo para partir e chegar pode ser uma ótima experiência de integração com a comunidade.

Venha conhecer um Brasil ainda inexplorado e desconhecido. Tenha o privilégio de conhecer esse Brasil mais profundo e original. Certamente será inesquecível.

 

Canto do Atins em Lençóis Maranhenses

Ir ao Canto do Atins é um passeio à parte. A caminho das principais lagoas da região dos lençóis, para se chegar ao Canto do Atins é necessário atravessar boa parte do povoado e pegar um campo de vegetação rasteira onde se pode encontrar corujas, gaviões, garças, diferentes espécies de outros pássaros, cabritos, bois, cavalos, etc.

Na época das cheias, nos campos, se formam pequenas lagoas onde a fauna vem buscar seus atrativos e a imagem do imenso pasto se transforma. Aliás na região dos Lençóis Maranhenses a geografia é mutante o ano todo. Desde o caminhar das dunas, a oferta de peixes, a formação de lagoas, etc, tudo está relacionado ao clima e ao tempo e em constante movimento. A paisagem que você vê no inverno não é mesma que verá no verão.

No Canto do Atins você encontra também dois bons restaurantes para suas refeições. O Restaurante da Luzia e o Restaurante do Antônio. Em todos os dois você pode disfrutar de ótima comida, bebida e acolhida. Não esqueça de provar o camarão grelhado que é o carro chefe dos dois restaurantes e é uma delicia de prato, feito na brasa. Muito suculento e saboroso vai muito bem com uma cerveja gelada, protegido do sol escaldante que faz por aqui. Há outros pratos também bem típicos do povoado.

Aproveite seu tempo conosco, aprecie o que o Atins tem de melhor.

 

Praia do Atins em Lençóis Maranhenses

O litoral que começa no Atins tem aproximadamente 70 kilômetros de praias, mas o trecho inicial, mais frequentado pelos banhistas, é de aproximadamente 1.000 metros.

O movimento das marés e dos ventos modificam constantemente a geografia da praia. Na maré seca forma enormes bancos de areia para onde se pode atravessar a nado ou até a pé. A praia em certos momentos quase deserta tem uma paisagem agreste, selvagem e forma uma sinuosidade interessante em que contrasta o mar e o campo de areia e pasto, além de alguma vegetação silvestre baixa.

Sua areia é fina e na época dos ventos é possível vê-la correndo sobre o solo mais úmido formando um balé aos seus pés.

Por ser um estuário, um ambiente aquático de transição entre um rio e o mar, suas águas são mais salgadas na maré baixa e mais salobras na maré cheia. São quase mornas e o solo apresenta algumas depressões. Convém ficar atendo, em especial com as crianças.

O por do sol na praia do Atins é um espetáculo de cores e luzes que vai do azulado, passando pelo laranja até o lilás, garantido quase todos os dias do ano, salvo eventuais nuvens passageiras.

Algumas barracas servem bebidas e comidas na beira da praia, duas dicas a barraca do camarão no meio da praia e a barraca da Izabel no final da praia que prepara uns petiscos e pequenas refeições deliciosas.